quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O eterno em nós

Vivemos flutuando
no mar do ego.

Nós construímos
uma vida baseada
no projeto
desenhado por
arquitetos estranhos
a nós,
enchemos ela de
móveis ditados pela
moda dos outros,
dançamos e choramos
e rimos por sentimentos
dos outros,
pensamos com a mente
dos outros,
assumimos e defendemos
as ideias dos outros.

Muito pouco,
ou nada,
é realmente nosso.
Mas toda essa
vida é artificial,
limitada,
e tem um fim previsível
e inevitável:
a morte.

E então?
De que maneira nos
justificamos neste
mundo?
Buscando e encontrando
o verdadeiro,
o eterno em nós.
Aquilo que sobreviverá
à morte,
que somos nós mesmos, nosso Eu.

Essa porção
de existência que
há em nós e que quando chega
a morte simplesmente
retorna ao Todo mas
não desaparece.

Iremos continuar
flutuando nos rios
dos outros,
vivendo vidas de
outras pessoas,
ou começaremos a
nadar em nosso
próprio riacho,
onde a beleza
nos surpreende
a cada momento
e que segue até o
mar nos braços do amor
e da compaixão?

Vamos continuar
a viver na segurança
falsa e confortável
ou escolheremos
a aventura
imprevisível mas
enriquecedora que
é viver?
Buscaremos o eterno
em nós?

AUTORIA: Osho, em "La pasión por lo imposible"
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 28 de Agosto de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21
anos.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

A única maneira de aliviar o nosso medo...

A maioria de nós 
experimenta uma 
vida cheia de 
momentos maravilhosos 
e momentos difíceis. 

Mas para muitos 
de nós, 
mesmo quando 
estamos mais alegres, 
há medo por trás 
de nossa alegria. 

Tememos que este 
momento termine, 
que não conseguiremos 
o que precisamos, 
que perderemos 
o que amamos, 
ou que não 
estaremos seguros. 

Muitas vezes, 
nosso maior medo 
é saber que um dia 
os nossos corpos 
pararão de funcionar. 

Então, 
mesmo quando 
estamos rodeados 
de todas as condições 
para a felicidade, 
nossa alegria não 
está completa.

Pensamos que, 
para sermos mais 
felizes, 
devemos afastar 
ou ignorar 
o nosso medo. 

Não nos sentimos 
à vontade quando 
pensamos nas coisas 
que nos assustam, 
então negamos 
nosso medo. 

“Oh, não, 
não quero pensar 
nisso.” 

Tentamos ignorar 
o nosso medo, 
mas ele ainda está 
presente.

A única maneira 
de aliviar o nosso 
medo e ser feliz 
é reconhecer nosso 
medo e olhar 
profundamente para 
sua fonte. 

Em vez de tentar 
fugir do nosso medo, 
podemos convidá-lo 
até nossa consciência 
e olhar claramente 
e profundamente.

AUTORIA: Thi Nhat Hanh
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 27 de Agosto de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21
anos.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Um belo coração

Para que tenhamos
um coração belo é preciso
saber desde logo o que é a
verdadeira beleza e como
conquistá-la!
De repente,
um velho apareceu
diante da multidão
e disse:
"Por que o coração
do jovem não é tão
bonito quanto o meu?"

A multidão e o jovem
olharam para o coração
do velho,
que estava batendo
com vigor,
mas tinha muitas
cicatrizes.
Havia locais em que
pedaços tinham sido
removidos e outros
tinham sido colocados
no lugar,
mas estes não
encaixavam direito,
causando muitas
irregularidades.
Em alguns pontos
do coração,
faltavam pedaços.

O jovem olhou para
o coração do velho
e disse:
"O senhor deve
estar brincando...
Compare nossos corações.
O meu está perfeito,
intacto e o seu é uma
mistura de cicatrizes
e buracos!"

"Sim! - disse o velho.
Olhando,
o seu coração
parece perfeito,
mas eu não trocaria
o meu pelo seu."
Veja,
cada cicatriz representa
uma pessoa para a
qual eu dei o meu amor.
Tirei um  pedaço do
meu coração e dei para
cada uma dessas pessoas.
Muitas delas deram-me
também um pedaço do próprio
coração para
que eu colocasse no meu,
mas,
como os pedaços não
eram exatamente iguais,
há irregularidades.

Mas eu as estimo,
porque me fazem
lembrar do amor
que compartilhamos.

Algumas vezes,
dei pedaços do meu
coração a quem não
me retribuiu.

Por isso, há buracos.
Eles doem.
Ficam abertos,
lembrando-me do amor
que senti por essas
pessoas...  
Um dia espero que
elas retribuam,
preenchendo esse vazio.

E então, jovem?
Agora você entende o
que é a verdadeira beleza?
O jovem ficou calado
e lágrimas escorriam pelo
seu rosto.

Ele aproximou-se
do velho.
Tirou um pedaço
de seu perfeito e jovem
coração e ofereceu
ao velho,
que retribuiu o gesto.
O jovem olhou para
o seu coração,
não mais per feito
como antes,
mas mais belo
que nunca.

Os dois se abraçaram
e saíram caminhando
lado a dado.
Como deve ser triste
passar a vida com o
coração intacto.

Agora você terá
a chance de retirar
um pedaço de seu coração
e passa-lo para uma
pessoa que goste,
ou senão guarde-a,
e deixe seu coração intacto...
Eu retirei um pedacinho
especial para você.

AUTORIA: www.rivalcir.com.br
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 26 de Agosto de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21
anos.

domingo, 23 de agosto de 2015

A Porta

Se você abre uma porta,
você pode ou não
entrar em uma nova sala.
Você pode não entrar
e ficar observando a vida.

Mas se você vence a dúvida,
o temor, e entra,
dá um grande passo:
nesta sala vive-se!
Mas, também,
tem um preço...

São inúmeras outras
portas que você descobre.
Às vezes curte-se
mil e uma.

O grande segredo é saber
quando e qual porta
deve ser aberta.

A vida não é rigorosa,
ela propicia erros
e acertos.
Os erros podem ser
transformados em acertos
quando com eles
se aprende.
Não existe a segurança
do acerto eterno.

A vida é generosa,
a cada sala que se vive,
descobre-se tantas
outras portas.
E a vida enriquece
quem se arrisca a abrir
novas portas.

Ela privilegia quem
descobre seus segredos
e generosamente oferece
afortunadas portas.
Mas a vida também pode
ser dura e severa.

Se você não
ultrapassar a porta,
terá sempre a mesma
porta pela frente.

É a repetição
perante a criação,
é a monotonia
monocromática perante a
multiplicidade das cores,
é a estagnação da vida...

Para a vida,
as portas não são obstáculos,
mas diferentes passagens!

AUTORIA: Procura-se
Fineza nos informar através do e-mail
mensagem@toninholima.com.br
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Agosto de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21
anos.

sábado, 22 de agosto de 2015

Alguém te magoou?

Alguém te magoou?
Não deixe que essa
energia penetre a sua alma.
Deixe-a ali,
por fora de você.
Examine-a com cuidado,
não deixe a raiva
te dominar.

Quando alguém nos
ataca e nos fere
com palavras,
quase sempre está
com tantos problemas,
que na verdade,
deveria receber
tratamento para
suas dores...

Quem fere
as pessoas com palavras,
gestos ou atos,
quase sempre está
muito doente,
precisando de ajuda,
e na sua grande maioria,
cegos por um
orgulho infantil.

Se alguém lançar
coisas ruins no ar,
não entre na fila
para pegar.

Não é o buquê da noiva,
que carrega alegria
e esperança,
nem o bilhete premiado
da loteria.

É coisa ruim,
então pra que pegar
e levar com você?

Devolva toda a grosseria
e mágoas lançadas
com oração.
A oração leva com
certeza ao perdão,
e o perdão nos liberta
e livra de todo o mal.

Que assim seja,
sempre na sua vida.

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Agosto de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21
anos.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Você é mais forte do que pensa

Olhe para dentro
de você.
Olhe para dentro
do seu coração.

Agora,
o que você sente
pode ser uma dor
imensa e muita
dificuldade de seguir
em frente.

Você pode se sentir
paralisado neste
momento,
mas respire fundo
e encontre a força
que há dentro de você.

Logo você verá
o seu caminho clarear,
e novas portas em
seu caminho e,
ainda que elas
estejam fechadas,
você encontrará
forças e coragem
para abri-las!

Você é muito mais
forte do que imagina,
e apenas em momentos
difíceis como este
é que vai descobrir
a coragem que tem.

O sofrimento pode
tanto derrubar,
quanto fortalecer.
Mas para as pessoas
como você,
ele serve como
um impulsionador.

Sinta-se desafiado
a continuar,
mostre para si mesmo
e para o mundo
que nada pode lhe
fazer desistir dos
seus sonhos,
da sua vida.

Continue seguindo
em frente,
seja forte,
mantenha a leveza,
e não se vitimize
diante das adversidades
da vida.
O pior sentimento
que alguém pode
ter por si mesmo
é pena.

Valorize tudo que
acontecer na sua vida
e descubra o poder de
transformar a dor
em força.

Nunca desista.
Quando você menos
esperar,
toda a coragem
que você tem aí
guardada vai aflorar
e você vai se reerguer
novamente.

TEXTO DE: Procura-se
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 22 de Agosto de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21
anos.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Janelas alheias...

Quando alguém
se ocupa com afinco
em fiscalizar os
passos alheios,
é porque talvez seja
covarde o bastante
para cuidar dos
próprios.

É assustador olhar
dentro do próprio olho,
incômodo demais
vasculhar os cantinhos
da própria vida...

Poucos aguentam
o tranco de levantar
o próprio tapete pra
juntar o lixo
acumulado embaixo.

É fácil e cômodo
então se pendurar no
parapeito da janela
alheia...
Vida dos outros é
como vício em novela,
enquanto ficamos
na fissura do enredo
do outro, o nosso,
que se dane!

Faz pena.
Mas é isso mesmo.
Por trás dessa pessoa
que sabe tanto da
vida de todo mundo,
há alguém que absolutamente
nada sabe,
sobre que rumo dar
à sua própria.

Raiva de gente
assim?
Rancor, desprezo,
abuso?

Compaixão,
isso sim deveria sentir!
E muita oração...

Gente assim,
em relação à evolução,
está na total contramão.

Pois que
Deus tome conta.
E os libertem para
viverem suas
próprias vidas...

Enfim!

TEXTO DE: Gi Stadnicki
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 18 de Agosto de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21
anos.